terça-feira, 10 de abril de 2012

TODO CASADO POR MUITO TEMPO É TARADO

Arte de Egon Schiele

Quando alguém confessa que está casado há 30 anos, ataco:

– Tarado!

Ele tenta se explicar, logo repito:

– Tarado!

Ele gagueja, e gesticulo com o dedo:

– Tarado!

Ficar com a mesma mulher todo dia é obra de maníaco sexual. Não tem o que acrescentar. É safadeza em demasia. Sério, sem brincadeira, o homem casado é um pervertido. Deveria ser preso por atentado ao pudor. Não poderia sair por aí espalhando o exemplo.

Há a crença equivocada de que o solteiro dispõe de um harém, que pode sair livremente e aproveitar sua sexualidade sem dar satisfação. Que nada. O solteiro não larga a primeira marcha – ao engatar a terceira e correr um pouquinho, já troca de caso e necessita conhecer o percurso inteiro de novo.

O casamento é a porta dos sentidos, a autêntica libertinagem, o elo perdido do Marquês de Sade.

Sabe mais sobre sexo quem transa com a mesma mulher durante décadas do que aquele que tem uma diferente a cada manhã. É como jogador de futebol, que atua muito melhor com a sequência de partidas.

Mulher não é diversidade, é permanência. Ela se solta ao longo da convivência, impõe seu ritmo lentamente, até formar um estilo para se vestir e outro para se despir.

Depende de tempo para expor suas fantasias. Afortunado é o que não se separa antes dos cinco anos.

Com a intimidade, sua companhia realiza acrobacias inacreditáveis, transforma as janelas em trapézios; os trapézios, em escadas de incêndio.

Uma mulher devota é capaz das maiores obscenidades. Porque o amor tira a culpa, o amor elimina o preconceito, o amor não sofre de nojo.

Uma mulher devota enlouquece o marido. Cria suspense na hora certa, desarma o ciúme no último minuto. Tem informações privilegiadas sobre a vítima: conhece seus pontos fracos, o lugar do arrepio atrás do ouvido, onde tocar para acelerar ou retardar o prazer, o que falar para enervar o silêncio.

Uma mulher devota é irresistível, rodará a casa por um afago, estará reaproveitando os suspiros do dia nos gemidos de noite.

Uma mulher devota desfruta de segurança no relacionamento para correr riscos no quarto.

Vá se acostumando com a ideia: sua esposa humilha qualquer profissional, pois entra na cama para ganhar, não joga amistoso, não faz cera, não tem interesse a não ser o próprio orgasmo.

Sua esposa que é pornográfica. Ela dedicará absoluta atenção na transa, a atenção cristalina que vem da carência. Nada passará em branco, nada será esquecido.

As insanidades indescritíveis são experimentadas no matrimônio. Os casados são bando de loucos, irresponsáveis.

O altar perdoa a cama.



Publicado no jornal Zero Hora
Coluna semanal, p. 10/04/2012
Porto Alegre (RS), Edição N° 1735

30 comentários:

Vanessa disse...

que belo ponto de vista.

Lili disse...

Então...é isso?!?

Anônimo disse...

Calça seu pé na porta e estoura a fechadura.
Arromba a cozinha que é senzala do seu desejo.
Tapa a boca da panela quando o alarme dispara.
De pressão, grita, insegura com seu conforto.

Em companhia do luar disse...

essa foi profundaaaaaaa, e de pura realidade.
essa forma de expor a realidade de forma a ver o mundo com outro olhar tras a quem ler uma profundeza da realidade que nenhum outro lugar teria.
sou um grande fa de seu texto.

um abraço

@ns_rafael
literaturaearte0809.blogspot.com

Edson Bueno de Camargo disse...

Sou casado a 30 anos, concordo e endosso.

Profª Simone Suelene disse...

esse cara é o máximo.
Como consegue perceber tanto...ai, ai...

Fabiana Marino disse...

Sou casada a 10 anos....e o que já era bom está ficando cada vez melhor!
Parabéns Fabricio pela visão!

ana disse...

Concordo, casamento é a grande aventura.

Simone MartinS2 disse...

Nossa! Uffa! Deu um calor...Mas então, é isso...Ai,ai!
Sem comentarios por favor!
Abraços

Sandra Oliveira disse...

Disse tudo!!!

Liana disse...

Perfeito!

Anônimo disse...

Você é genial, né?

Ellen Ribeiro disse...

Adoro os posts, os textos, as crônicas!!
Adoro a maneira como expõe seus pensamentos.
Não é à toa tanto sucesso :)

Anônimo disse...

Plagiando declaração do Arnaldo Cruz. Que feio.

Anônimo disse...

hahaha.. ARLINDO CRUZ... Ele que disse isso sobre a esposa. Plágio mesmo. Feio mesmo.

Nilo Cesar disse...

Acho que o cara casado a trinta anos sendo fiel a sua mulher tem mais testosterona que os que pulam de cama em cama, esses são os impotentes. Kkkk

Maria Eli disse...

Sou tua fã Fabrício, com muita honra!
Acho demais a maneira como tu escreves!!! Te sigo, aquí e por onde fores, te recomendo às minhas amigas, na verdade, quer saber???
Acho que não existe pessoa igual a tí, por isso: ÉS ÍMPAR !!! ÚNICO!!!

Sou encantada pelo que escreves.
Que Deus o conserve SEM FUMAR e com muita SAÚDE !!!
Grande abraço desta tua fã, ex-fumante!!!

Anônimo disse...

Genial! deve ser mesmo isso.

Anônimo disse...

PLAGIO. TAMBÉM LI O Q DISSE ARLINDO CRUZ

Patricia Galante - Psicologa clinica disse...

A permanência pede que se desenvolva algo mais... Para ser permanente é preciso ser criativo, é preciso ser ousado!! É preciso ser envolvente...

Belissimo texto...

Andrézinho Farias disse...

Sou fã!! Texto maravilhoso!! Que bom seria se todos/as pensassem assim!! Um abraço!!

Anônimo disse...

impressionante, como vc sabe tanto sobre as mulheres?

Anônimo disse...

Adorei essa parte:

Uma mulher devota é capaz das maiores obscenidades. Porque o amor tira a culpa, o amor elimina o preconceito, o amor não sofre de nojo.

Anônimo disse...

Simplesmente, amei!!!!!
Sou casada e meu marido anda com tesão com menininhas novas de 18 anos, mas digo e repito vc acertou em cheio o que falou, pois, não deixo a desejar, não, além disso aparento ser bem mais nova do que sou!! E tb sou muito bonita,ele morre de ciúmes de mim, então deixa ele com as fantasias com as mais novinhas, fazer o que, nè??? Estou dando conta do recado e isso é o que importa!!!!

Anônimo disse...

Muito bom o texto mas...
Sim, é verdade, sou casado a 6 anos e com o tempo o sexo só melhora. É cada vez melhor transar com minha mulher acho difícil eu transar com outra e ser tão bom quanto. Mas nada disso tira o sabor da novidade. Ando tarado em comer outra, não aguento mais tanta fidelidade. Isso não significa que não goste da minha mulher ou que ela deixe a desejar em algo. Significa apenas que sexo é bom, inclusive com outras pessoas. Variar é preciso.

Anônimo disse...

Os que o acusam de plágio são ou os descontentes solteiros que nunca alcançarão o ápice de uma mulher completamente entregue ao seu parceiro, ou os casados incapazes que não conseguem subtrair de suas esposas o melhor dos prazeres. Homem pra valer faz isso aí que você disse.

Anônimo disse...

Concordo e assino embaixo, estou casada há 5 anos, namorei por 8,5, percebo que o tesão que tenho agora pelo meu marido é bem mais quente do que quando começamos a namorar.

Anônimo disse...

Sera que sua mulher tb n ta pensando o mesmo? Isso nao quer dizer que ela nao goste de voce, quer dizer que o sexo pode ser bom com outros homens q n seja vc! Tao simples! !

Anônimo disse...

Sou casado e um tarado não aguento ficar sem me mastubar e quando pego uma mulher diferente ela fica assustada com minha tara.

Anônimo disse...

O casamento é a autêntica libertinagem...
Nossa! estou abismada cm tamanha inteligência e percepção profunda das coisas.. impressionante texto...