terça-feira, 20 de agosto de 2013

A GRANDE CONTRADIÇÃO DO AMOR

Arte de Jean Cocteau

Quem não ama faz tudo certo. Oferece tempo de sobra, respeita o espaço do outro, deixa sair com os amigos quantas vezes quiser, não pressiona, pode ficar tranquilamente uma semana sem ver, não telefona a toda hora, não cobra, não discute, não incomoda com perguntas. É perfeito no namoro justamente porque não tem nenhum interesse.

Já quem ama faz tudo errado. Atropela a relação, apressa, pretende ver sempre, sofrerá com a ansiedade do próximo encontro, tem ciúme, saudade do ciúme, fica em cima controlando as saídas, é desajeitado para dizer o que pensa, trocará os pés pelas mãos, vai buscar entender e analisar cada palavra, cada silêncio, não esquece nada do que foi dito, não dormirá sem saber que não está sozinho no próprio arrebatamento. 

Quem ama não seduz. Se seduz, não ama. Não dá para amar e seduzir ao mesmo tempo.

Ouça o que falei na manhã de terça-feira (20/8) na Rádio Gaúcha, programa Gaúcha Hoje, apresentado por Daniel Scola e Jocimar Farina:

21 comentários:

Greyce Kelly Cruz disse...

o amar é mesmo rizível...

Raquel disse...

Nossa!!! Que verdade...

Sâmya disse...

Infelizmente é bem desse jeito!

http://hippiedeblush.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Lendo já há algum tempo os teus textos, identifiquei uma característica clara em ti: és aquele tipo inseguro, que não consegue estar sozinho nunca, sempre tem que estar "amando" (namorando) alguém.
Pelo teor dos teus textos, tu parece ser daqueles namorados carentes, que sempre querem a atenção da namorada, que sempre cobram dela o "amor": carinho, atenção, demonstrações de afeto o tempo todo, etc.
Se me permite, farei duas observações pontuais sobre o teu post:
1- Dizes que "quem não ama" respeita o espaço do outro, não pressiona, pode ficar uma semana sem ver, não telefona toda hora, etc.
Pois bem, tenho uma namorada que eu amo, mas respeito o espaço dela, não a pressiono, não telefono toda hora e posso ficar tranquilamente uma semana sem vê-la.
2- Dizes que "quem ama" atropela a relação, apressa, pretende ver sempre, tem ansiedade, fica em cima...
O nome disso não é amor, e sim sufoco, dependência, insegurança e falta de amor próprio.
Acho, humildemente, que precisar gostar mais de ti em primeiro lugar, e depois das tuas namoradas.
Segurança e independência são grandes atrativos, pode acreditar.
Desculpe se me alonguei..
Saudações!

Anônimo disse...

Para "Anônimo":

Me desculpe, mas o que vc sente por sua namorada, NÃO É AMOR POR ELA mas sim amor por vc, por estar cola , pois certamente, ela satisfaz seus desejos...ou seja, ela para vc, é apenas e tão somente, um objeto de prazer, como por exemplo, um carro, viagem, etc...O Fabrício estar certíssimo. Amor é antes de mais nada, desprender-se de sí, para contemplar o ser amado e isso tb, é diferente de obcecação, loucura e ou falta de amor próprio. Até porque, para amar, é preciso deixar de lado a vaidade e o orgulho. Não é para qualquer um.

Anônimo disse...

Correção: Me desculpe, mas o que vc sente por sua namorada, NÃO É AMOR POR ELA mas sim amor por vc, por estar com ela , pois certamente, ela satisfaz seus desejos...ou seja, ela para vc, é apenas e tão somente, um objeto de prazer, como por exemplo, um carro, viagem, etc...O Fabrício estar certíssimo. Amor é antes de mais nada, desprender-se de sí, para contemplar o ser amado e isso tb, é diferente de obsessão, loucura e ou falta de amor próprio. Até porque, para amar, é preciso deixar de lado a vaidade e o orgulho. Não é para qualquer um...Dizer que ama, qualquer um diz, conhecer e ser capaz de vivenciar o amor, é para poucos.

Anônimo disse...

Eu vivo isso o tempo todo. Amar e o ser amado, achar que por amá-lo, não possuo amor próprio...kkkk Ledo engano! Troca-se os personagens e eu continuo amando e o sujeito outrora amado? Ah, estes, sempre que eu não os quero mais, eles voltam apaixonadíssimos! Me achando a mulher mais interessante, independente e inteligente do mundo, só porque eu não estou mais nem aí para eles. Conclusão: Não sou eu, que amo errado, são eles, que não não se amam e por se acharem sem valor, são incapazes de valorizar quem os ama. Reconhecendo esse valor, apenas quando perdem. A solução para conseguir estabilizar-me no romance? Me casei com um homem que NÃO amo, mas respeito e admiro e mantemos um casamento tranquilo , mas continuo amando meus amores, fora do casamento. Isso me mantém viva e renovada.

ana disse...

concordo totalmente com o Fabrício. Não dá para amar e seduzir ao mesmo tempo. Pois o amor ou paixão não são racionais. Quando amamos , ligamos para o cvv de madrugada, passeamos pelo bairro do nosso amor só para ver se cruzamos com ele em alguma esquina, ficamos em casa o dia inteiro esperando por um telefonema, temos vontade de lamber a maçaneta do carro dele. Ficamos surdos e mudos para a realidade. As mãos tremem, para fazer as mesmas coisas que fazíamos com calma. Quem nunca amou assim, nunca vai entender os poetas.

. disse...

Olá, meu nome é Lucas.
Diante de todas as pseudo-verdades que percebi nos comentários, resolvi deixar a minha opinião, que - com certeza - é a que fala realmente de um verdadeiro amor.
Um dos "anônimos" postou algo como "estar todo o tempo com quem se ama e precisar todo o tempo da mulher amada é sufocar o relacionamento". Pois digo, este indivíduo, seja ele quem for, jamais conheceu um verdadeiro amor! O rapaz com um comentário tão frio e calculista (sim, é exatamente isso que percebo) jamais poderia ter conhecido uma mulher por quem largar tudo. Aliás, o mais dolorido para o sujeito talvez seja perceber que nunca foi amado por sua namorada ou por qualquer outra pessoa.
Tenho 23 anos e namoro a mais incrível e maravilhosa mulher do mundo. Para ela escrevo poemas, componho músicas e ligo frequentemente para dizer o quão especial ela é para mim. E mais; quanto mais o tempo passa, mais eu a amo e mais eu preciso estar perto dela. Isso se chama sufocar? Com plena certeza não!
Isso se chama amar, realmente!
Amar é algo que tanto Carpinejar quanto os pseudo-sentimentais dos comentários jamais sentiram. Amar é idolatrar alguém acima de sua própria vida, o que segundo um dos "anônimos", também é a "arte do sufoco". Amar a si próprio antes de outrem? JAMAIS! Isso se chama egoísmo!
Amo minha namorada como se jamais houvesse um EU antes DELA. E digo com orgulho: toda a mulher merece ser amada, respeitada e, principalmente cuidada. Percebo que tal ação não é exercitada por vocês. Mas paciência, talvez, em um bilhão de anos, seu amor chegue! E aí verão que estou certo.
Enquanto isso, sigam errando enquanto eu sigo amando.
Abraço e muito amor a todos - principalmente à mulher da minha vida.

Débora P. disse...

Preciso discordar, também, deste post.
Como se fosse ruim telefonar muitas vezes, querer saber onde a outra pessoa está, o que está fazendo. Isso não é para controlar,é cuidado, é amor. Eu assumo, não posso ficar longe do meu namorado/marido, não quero deixar de vê-lo nem por uma hora. Isso o sufoca? Isso o espanta? Isso o faz querer fugir? Muito pelo contrário. Isso só faz ele querer o mesmo em relação a mim. Muitos falam de amor, cada um tem sua visão, mas para mim, dizer que quem ama faz tudo errado é, no mínimo, um equívoco.
Amar é quando você não tem medo de contar do passado, não precisa mentir, mascarar palavras, fazer joguinhos. Amar é se desprender de qualquer coisa ruim, qualquer resquício, qualquer passado, qualquer peso. Amar é sentir a liberdade a cada dia. É pensar primeiro no outro, é acertar cada dia ao lado de quem se ama.
Só posso agradecer ao meu namorado/marido por ser o homem mais incrível e perfeito que existe.
Um abraço a todos.

ana disse...

Podemos sim amar da forma citada acima. Mas cada pessoa desperta em nós um tipo de reação, um tipo de amor. Quem ama assim, pode ter amado também de uma forma arrebatadora, outra pessoa no passado. As personalidades se combinam ou se descombinam e dão uma ou outra forma de relacionamento. Amor na minha teoria é o elo entre as duas pessoas. Separados , sao sentimentos das mais variadas formas.Quando felizmente se encontra alguém que se encaixa na nossa personalidade, o amor é maravilhoso, do contrário...

ana disse...

Para alguns é sufoco, para outros e realização. Não podemos analisar o Amor simplesmente sem analisar as pessoas envolvidas, será sempre uma análise parcial.
Existe uma confusão entre amor e formas de manifestar o amor.

Anônimo disse...

Olá! Sou o "Anônimo" acima, que tive o comentário bastante "contestado", digamos assim.
Respeito todas as opiniões. Mas gostaria de reafirmar que, ao contrário da maioria aqui, mantenho a minha posição de que a pessoa precisa primeiro saber amar a si, ter amor próprio e conseguir ser feliz sozinha, para depois achar alguém para "completá-la".
Alguém acima disse que "amar é idolatrar alguém acima de sua própria vida". Me desculpe companheiro, mas só admito essa hipótese no caso do amor da mãe por um filho. Jamais em um relacionamento amoroso.
Respeitando as opiniões adversas, vou ficar com a minha de que a pessoa tem que ser apaixonada, primeiro, por si. Os romances serão consequência natural disso, pois uma pessoa que se ama, se respeita e se coloca em 1º lugar atrai a atenção e o desejo dos demais. Além de sofrer muito menos, é claro.
Abs!

Gislaine Becker disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gislaine Becker disse...

Querer definir o amor é tão tolo como o próprio ato de querer entender suas reações e sua simplicidade.

O amor não tem definição, não é feito da razão, seria o mesmo que tentar definir uma poesia.

Portanto, simplesmente, amem da melhor forma possível.

beijinhos,

Angela Nogueira Cortimiglia disse...

Só não sei se concordo com a última frase... Pq quem ama não seduz?

Carinne Barbosa disse...

O texto acabou sendo polêmico!
Eu acredito que todo mundo ama de uma forma, e cabe ao ser amado aceitar/gostar da forma que o outro o ama, ou não.
Carpinejar, com certeza, quer ser amado dessa forma. Logo, o amor para ele é isso e ponto final, gente.

Camila Aparecida Dos Santos disse...

Infelizmente é assim mesmo....só quem eu realmente amei que dei o melhor e o pior de mim, quem apenas me encantava eu seduzi não me amei!

Anônimo disse...

JUSTIÇA DE XANGÔ – Oração infalível – Só realize-a em último caso! Publique-a sete vezes. Quanto mais for feita esta oração, mais forte ela se tornará para a pessoa que a realizar. Oração infalível, uma vez realizada não poderá voltar atrás. Assim que alcançar o resultado esperado é importante que acenda uma vela em agradecimento as entidades e publique-a novamente com o título de agradecimento. Prece de invocação e pedido – “Invoco Xangô e seus auxiliares, invoco a corrente de Xangô, invoco Espíritos da Justiça para que demonstrem vosso poder! Que assim como eu vi (MMC), na minha presença, rir de mim, zombar do meu pranto e me humilhar, me desprezar, me apagar e esquecer, agredir e menosprezar, eu veja (MMC) na minha presença humilhado, por mim (MDAV) chorar! Que (MMC) não tenha paz, sossego nem tranquilidade, que a cada vez que seus pulmões respirem, a cada vez que seu coração bata, a cada vez que uma gota de sangue corra nas veias de (MMC) ele seja torturado pelo remorso e pelo arrependimento por ter-me maltratado e se afastado de mim como se afastou, me humilhando e me traindo. Que (MMC) sinta saudade de mim, sinta minha falta, pense em mim as 24 horas do dia, sinta ciúmes de mim. Que (MMC) se arrependa de me ter humilhado, de ter me traído e que sinta remorso, arrependimento e saudade de mim e só tenha paz quando, humilhado, vier pedir perdão a mim (MDAV). Peço a Xangô e a Seus Auxiliares que olhem para a injustiça que sofri sendo humilhada quando (MMC) zombou de mim, rindo do meu sofrimento, sem a menor compaixão! Olhem, para quando descaradamente agrediu a mim (MDAV). Que assim como eu vi (MMC) na minha presença me humilhar e rir do meu pranto, assim também, pelo Poder, pela Força e pela Justiça de Xangô e de sua Falange, eu veja, na minha presença, (MMC) humilhado, chorar diante de mim, me pedindo para voltar. Clamo agilidade da Falange. Que seja rápido como um raio a sua Justiça de Xangô. 
Clamo pela Justiça de Xangô! Justiça já é feita! Xangô sempre atende os meus pedidos. AGRADEÇO A XANGÔ E SUA FALANGE POR INTERCEDER POR MIM E AGIR EM MEU FAVOR.

Scarlett Syssi disse...

Como já dizia alguém famoso que eu não lembro quem é: Amar é uma arte e nem todo mundo é artista. FIM

Anônimo disse...

com certeza é uma grande verdade, mas só quem realmente ama ou ja amou de verdade saberá...