quarta-feira, 18 de março de 2015

RESPEITO DISTANTE

Arte de Robert Falk

Ex não é para ser amigo, é para ser colega. Colega distante. Primo de terceiro grau.

Quando mencionado, deveria receber Sr. e Sra. na frente. Merecia ser tratado com o sobrenome. E o sobrenome de solteiro.

Ex não pode ser chamado por apelido.

Muito menos com o apelido que havia dentro do antigo relacionamento.

Mor. Momoi. Mimoso.

Não é para ficar de mimimi e papinho mole no Face ou no Whatsapp.

Não é para se encontrar para cafés e almoços.

Não é para dividir angústias senão parece recaída.

Não é para partilhar alegrias senão parece recalque.

É muito suspeito telefonar para o ex depois de uma briga.

É muito fácil confundir intimidade com sedução.

É muito perigoso procurar conselhos, sempre tendenciosos.

É também expor o atual relacionamento às fofocas maldosas.

Ex é passado. Não precisa de nenhum ex. Se precisasse, ainda estaria com ele.

Ex não pode ser amigo. Nem melhor amigo. Nem confidente. Só se ele mudou de sexo.

Como você vai contar o que incomoda na relação para alguém que você já transou antes?

Como você vai contar o que incomoda na relação para alguém que você já se separou antes?

Ex é Exu sem luz.

Seu melhor amigo é o marido. Sua melhor amiga é a esposa.  E estamos conversados.

Ouça o comentário na manhã de terça-feira (17/3), na Rádio Gaúcha, programa Gaúcha Hoje, apresentado por Antonio Carlos Macedo e Jocimar Farina:



Um comentário:

Jason Jr. disse...

"Seu melhor amigo é o marido. Sua melhor amiga é a esposa. E estamos conversados."
Falou e disse e eu ainda aprovo em cima! \o/