quarta-feira, 12 de maio de 2010

QUEPE EM VEZ DE BONÉ


Dunga convocou seus vinte e três soldados. É um general que frustra o futebol-arte.

Rolo Compressor bota o retrato do técnico da seleção no lugar de Getúlio Vargas.

"A lealdade é importante para campeonatos longos, a paixão é fundamental para campeonatos curtos. Falta paixão na seleção. Paixão é momento. É buscar o atleta em sua melhor fase, não tentar recuperar o atleta na Copa."

Venha para a concentração.

7 comentários:

Manifesto Interno disse...

Pois é!...

´"Um dunga com 190 milhões de zangados"'

quemviververá

.Sté. disse...

Tem selo pra você lá no meu Blog
http://maisqueversos.blogspot.com/
Beijos

Leonardo B. disse...

[... aí não tem problema! Mr. Sven-Goran já deve estar a fazer as contas de quantas vezes esfregou as mãos, pelas excelentes "opções" das nossas selecções... valha-nos Nossa Senhora do Caravaggio!]

um imenso abraço, Fabricio

Leonardo B.

Por que você faz poema? disse...

Como ele mesmo adora repetir, para o enfado da imprensa, Dunga é coerente. Mas como diria Millor Fernandes, o coerente é “um sujeito que nunca teve outra ideia”.

Jackie Tequilaa;* disse...

Ainda me elogiam tanto esse Dunga ;(


Adoro passar por aqui!

Literatura pública disse...

Gostei, mas acho que ele fez o que achou certo, e tem suas responsabilidades e deveres.. vais parar por seus erros e/ou lucrar com um possivel milagre...

Anônimo disse...

o seleção brasileira de futebol jamais será campeã, pois o q vai para copa naum é uma seleção de futebol..hehe.. ta mais pra um exercito mesmo, aquele felipe melo é uma vergonha pro futebol brasileiro...