quarta-feira, 24 de novembro de 2010

CUIDADO COM O QUE ELA SONHA

Arte de Cínthya Verri


Brinco com a minha mulher de que, na hora do sexo, ela pede para acender a luz e sou eu que insisto para apagar.

Homem feio tem pudor. Vá que ela descubra com quem dorme.

O humor nos salva das grandes brigas. Só não consigo me livrar das pequenas, da ressaca de algumas manhãs. Tem dias que ela se levanta me xingando, me espancando com o edredon. Não entendo o que fiz. Vou apanhando antes de qualquer palavra. Acho que cometi uma barbaridade, tipo ter alucinado com outra ou trocar seu nome. Será que vacilei em voz alta? Eu nem me defendo, pensando que ela está certa mesmo. Quando não tenho culpa, pego emprestada a mais próxima de mim. Ou do estoque da infância, sempre cheio.

Mulher é vulnerável, suscetível, vive em estado de floração, se vê injustiçada por delicadezas que nem noto. Nunca fui bom no jogo dos sete erros. Basta uma expressão deslocada e ela chora compulsivamente, dizendo que não merecia tanta desconsideração. O grave é que desconheço a maior parte dos motivos do choro, preciso primeiro enxugar as lágrimas, acalmá-la e isso exige mais de quarenta minutos.

Ela estava uma fera comigo. Após ser sovado como uma broa, pulou da cama com a arrogância que apenas a tristeza dá. Não me encarava, virava o rosto. Segui atrás, ela bateu a porta do banheiro na minha cara e fiquei conversando pelo trinco.

— O que foi, amor?
— Me deixa em paz…

Já cogitava uma grosseria feita de noite. Mas me lembro que ficamos abraçados, gostosos, cheirando os olhos. Não havia lógica. Recapitulei o jantar com os amigos, arrecadei minhas principais participações, criei um balanço das contas linguísticas das últimas 24 horas. Nada que provocasse sua mágoa. Às vezes ela zoa, arma charme e vem com soquinhos nos meus braços comentando que não sabe o motivo de estar me batendo, mas que eu devo saber. Não era o caso. Parecia grave.

— Amor, me conta o que está acontecendo?
— Não quero, se eu conto você vai se defender…

Demorou o banho, o café, a saída apressada ao trabalho para descobrir a verdade. Fiquei tenso em vão, limpei o elepê de Cauby Peixoto para escutar de madrugada, preparei discursos inúteis de despedida.

— Pode desabafar agora?
— É que sonhei que estava me traindo. Tudo horrível.
— Mas não posso me responsabilizar por aquilo que sonha.
— Não tem ideia do que aprontou, por quê? Por quê?
— Estamos ótimos, é um sonho, não aconteceu.
— Aconteceu sim, da próxima vez peço para me cornear em seus sonhos, não nos meus.

A vida é injusta. Não tenho como apagar a luz dentro dos pesadelos dela.



Crônica publicada no site Vida Breve

41 comentários:

Vampira Dea disse...

É triste não saber dos sonhos de quem amamos ao mesmo tempo um alivio, mas quando se ama se tem ciúmes de tudo, a gente disfarça as vezes, mas nem sempre conseguimos.E ter ciúme de sonhos é mais comum do que se possa imaginar.

Dani Gomes disse...

Mulheres... rsrs

Somos assim mesmo! E que graça teria, se não fôssemos???

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

sem palavras disse...

Fato!
Acontece mesmo e dá vontade de matar!

Ótimo texto!

Nívea Flor disse...

hahaha amei isso meu querido! mulheres!!!!

Tem uma música do Leoni que fala bem disso;
"Seu espião"

Ver você dormir/Me corta o coração/Se o seu sorriso/É sonho ou traição
O que você sonhou/ Eu nunca vou saber/Me dá uma pista/ Que eu possa percorrer
Não que eu seja ciumenta/É apenas precaução/ Quando você acordar/ E não puder lembrar/ O que sentiu/ Será que não mentiu prá mim
Quantos beijos de amor/Você pode sonhar/Em mil histórias/Onde eu não posso entrar/
Deixa eu ler seu pensamento/Deixa eu ser seu espião/(Alguém tem que controlar o seu coração)

Parabéns pela sutileza!
Grande beijo

Anônimo disse...

Maravilhoso...

Di

Lilian El Maerrawi disse...

Era dessa culpa emprestada que eu falava na Oficina de Crônicas... se eu não tenho culpa, eu pego emprestada para resolver o dilema!

Luciana Canto disse...

Minha frase depois de ler teus textos é sempre a mesma: QUE ÓTIMO!
Cada vez melhor!!! ADORO!

Anna L. disse...

Nossa, ri demais a cada frase que eu ia lendo...
Já passei pela mesma situação.
Eu sonhei que meu namorado havia me traído, e foi "A" traição. Malévola mesmo.
Bati no pobre do meu namorado, e fiquei de bico o dia todo.
Acontece, né...

Priscila disse...

E o pior é que isso acontece com frequência...

Ana D disse...

COMO EU CURTO O QUE VOCÊ ESCREVE...SIMPLES ASSIM ! RSRS...QUASE 100% DO QUE ESCREVE EU QUERIA ESCREVER AHAHA...PARABÉNS !

André N. Bueno disse...

Sensacional, Fabrício!
Ainda estou a ler os seus livros "Canalha!" e "Mulher Perdigueira". Quando terminar virei até aqui para compartilhar os momentos de alegria junto ao que escreveste. =)

Monie disse...

HAHAHA. Adorei a crônica, pois me identifiquei. Já culpei meu namorado pelos erros dele nos meus sonhos. Creio eu que sejam coisas de mulheres e seus hormônios. Parabéns pelos textos!

Gabriela Andrade disse...

haha, que fofos!

Leandro Lima disse...

Já apanhei por ter sido taxista e ter ficado com uma passageira, pode isso?!
Mulheres... Como viveríamos sem elas?

Carla disse...

Hi !!
Pior que rola mesmo !
Já acordo chorando ...

bjs

Anônimo disse...

Freud explica: baixa auto-estima.
Um saco ter que aturar o bicão !!

Antonielson Sousa disse...

Crônica - "O amor em minha pele "


Já sentiu “seus ossos esfriarem” e seu corpo reagir de maneira confusa quanto está próximo à pessoa amada, ainda que sem saber se pelo menos despretensiosamente ele é correspondido?

Pois é, o amor tem disso. É controverso, impugnante. Age com sua própria razão, apoderando-se de nossa alma. Torna-nos seres vulneráveis e ao mesmo tempo dependentes.

Sem disfarces, sem certezas. O amor é essa magia sinuosa, que o faz tão completo. Pulsa em nossa veia de forma magistral, imponente. É capaz de infringir as desavenças; de nos fazer rir mesmo quando não encontramos o verdadeiro motivo para isso, ainda assim, parece a melhor forma de expressar-nos.

O amor é a única energia inteligível capaz de tocar em nosso coração. Capaz de virar do avesso nossas idéias, nossas verdades. De nos fazer sofrer, chorar, sorrir.

O amor é esse vento irreverente que transcende a realidade. É a culpa, a insensatez, a lógica inconveniente.

Crônica escrita por Antonielson Sousa do blog VOZES LITERÁRIAS

Beth Amorim disse...

Já acordei, diversas vezes, de sonhos assim!!! rsrsrs...

A sensação que dá é essa mesma: a de que vocês homens são sempre culpados!

Meu namorado também não entende a minha reação!

Roberta Mendes disse...

E não é que magoa mesmo? Principalmente se o pesadelo, além de imagens, for acompanhado de um texto cruel. O outro recitando as palavras insuportáveis, em performance digna de Oscar. E como é que a imagem do outro afiança tanta credibilidade ao tal texto cruel?

Pouco importa se é a canastrice do nosso próprio medo que assegura a atuação impecável da imagem torturante do outro. Nem sempre acordar acende a luz na sala de projeção cine-piscológica da traição do outro. E, ainda por cima, nos condicionaram a não sair do cinema, abandonando o filme no meio. Sofremos a mágoa até o esgotamento dos créditos.

Mari disse...

Já aconteceu conosco, mas ao contrário!! Quem sonhou foi o Cassiano... passou 2 dias furioso comigo!! Não são só as mulheres não!

George Dantas disse...

Isso já aconteceu cmigo! Ela me ligava em plena 6h da manhã, chorando, pra dizer que tinha sonhado com a minha traição! E isso não aconteceu 1 ou 2 vezes! Foram váááárias!
E uma vez, o meu maior erro foi dizer que a culpa por ela ter tais sonhos era dela mesma, por temer demais que isso acontecesse! Me arrependi amargamente da graça! hehehe

Merlaine Garcês disse...

Aqui é tudo muito bom!
Seguindo-te!
Conheça meu blog http://wwwautenticidade.blogspot.com
Bjs!

Pueblo disse...

Como sempre seu texto foi perfeito rs

Mileny disse...

Amei o texto!!!
Ainda sou como ela, tenho essas neuras...mas não curto ter essas atitudes ainda.


Beijos!!!

Michelle Crístal disse...

Amei o texto. Amei o blog. Amo você se sua mulher não se importar! Vem me visitar! te sigo já!

Lili disse...

também me abalo com esses sonhos. me controlo na violência, mas fico mal, mal.

Carrah disse...

Haha, muito bom!

Daniela Chagas disse...

Muito bom!
Já sonhei com isso, dá uma sensação horrível, muito angustiante!
Adoro seu blog!!

beijo

De Pinho disse...

Depois de ler esses posts tenho vergonha até de deixar bilhetes pra empregada.

Mil disse...

Incrível! Desde o começo desconfiei que fosse um sonho... porque já tive sonho de traição do meu marido. Mesma situação! Acordei uma fera, enjoada, chateada... Ele sem entender. Mas é bom quando fazemos as pazes... com a luz apagada ou acesa!

Kate Batista disse...

Perfeito!

E é verdade. Sempre acordo furiosa com quem apronta comigo em meus sonhos.

Principalmente quando quem nos trai em sonhos é a pessoa que amamos, dói mais ainda. Não dá pra controlar e tentar ser afável com esse alguém, porque existe o medo de que esse fato possa torna-se realidade. É o ciúme, o medo de perder quem tanto amamos.

Adoro suas crônicas!

L. Aguinaldo disse...

Se tivesse como, assim faríamos. Invasão de privacidade. Muito belas as suas palavras. Parabéns!

Pedro Bravo de Souza disse...

Haha Aconteceu isso com a minha namorada.

Muito boa a crônica, você consegue passar o que realmente uma mulher sente.

Abraço
http://fotosdepalavras.blogspot.com/

Literatura pública disse...

é a verdade tatuada xD

gostei!

da uma passada no http://www.literaturapublicaa.blogspot.com/

Humberto de Lima disse...

Olá Carpinejar!

Interessante é que elas adoram uma sessão de "Vale a pena ver de novo". Os tais sonhos são cíclicos e junto com eles voltam também os soquinhos e o bicão. Rsss...

Marcelo Allgayer disse...

O relacionamento homem e mulher tem dessas coisas. Ainda bem que, se for um bom casal, pode-se contornar certos problemas.

Thaís disse...

Tão boas essas loucuras da vida a dois! Eu já fiz isso, acordei cheia de razão, fiquei o dia inteiro de cara amarrada, e depois ri de mim, muito...

Shaiana M Fernandes disse...

Hehehehe!!!! Muito bom!
Já me aconteceu de sonhar que estava sendo traída, só que quando olhei a criatura ao meu lado dormindo desatei a rir!
Creio que até hoje ele não tenha entendido nada.

Kelly Queiroz disse...

Perfeito! Acontecia assim mesmo.
Sei porque já tive vários sonhos desses, mas um dia descobri que tinham um toque de "revelação".
Num é que depois ele confessou que tudo acontecia exatamente como nos meus sonhos?
Louco não?!?

Também quero falar disse...

hahahahahahahaha é que os nossos sonhos, às vezes, são tão reais que nem a gente se convence do seu caráter inverídico. E, para a mulher que acredita em energia, no espírito além da carne, é como se o sonho fosse não só um medo da gente, mas também, um desejo velado do outro (sei que essa teoria não é minha, mas jávirou crendice popular). Tá aí, você mereceu a surra de algodão!

sobrehomenselivros disse...

Meu pai! Sou eu nesta crônica. Faço igualzinho com meu namorado. Como ele não mora comigo, ligo zangada e ele não sabe o porquê. Mas em tempo, minha mãe descobriu que meu pai tinha dois filhos fora do casamento sonhando. Freud explica. Ou complica...