quarta-feira, 30 de novembro de 2011

MÁRTIR

Fred é um Heleno de Freitas das Laranjeiras. Executou uma metamorfose lendária. É uma garça que virou pelicano. Não existe bola ou peixe perdido. Marcou oito gols em três partidas na reta final do Brasileiro. Era para ser apenas competente, foi extraordinário.

Nosso texto na íntegra em Rolo Compressor.

5 comentários:

Rita Ribeiro disse...

Lindo texto sobre a raça do jogador. Parabéns!

Kinha disse...

Bacana!

A Mina do cara! disse...

que beleza!

Francisco Carrasco disse...

A volta por cima das vaias à redenção.

O Maltrapa disse...

Caro poeta, bela colocação. Aliás, como é pertinente ao Fred, artilheiro mulherengo como Heleno e requintado como Careca... E também Heleno.

Pena que se machuque tanto. Pena que não jogue no meu Flamengo.

Abraço do Maltrapa.

Ps: espero que ele faça mais 3 gols e empate com o Borges; seria épico. (ou 4)