terça-feira, 14 de julho de 2015

CONSELHOS INTRAGÁVEIS

Arte de Umberto Boccioni

Evite conselhos durante a abstinência.  O melhor é andar com protetor de ouvido.

Sempre vem alguém para dizer aquilo que você não precisava ouvir. É um comentário que desmerece o desafio ou menospreza a importância de cada dia longe da dependência.

A tentação recebe o disfarce das pessoas mais próximas.

Contei para um amigo que estava há duas semanas sem fumar, ele me respondeu:

- Não é nada. Só me fale quando completar um mês.

Contei para a minha mãe que parei de fumar, ela nem esperou terminar a frase:

- De novo? Já não acredito.

Contei para uma amiga que parei de fumar, e ela me respondeu:

- Não consigo te imaginar sem cigarro.

Por último, reclamei para a mulher que estava triste por não fumar mais:

- Então seja alegre e volte a fumar.

Fim de vício é como velório: ninguém sabe o que falar.

Ouça meu comentário na manhã dessa terça-feira (14/7), na Rádio Gaúcha, programa Gaúcha Hoje, com Antonio Carlos Macedo e Jocimar Farina:


Um comentário:

Fer GR disse...

Esse é otimo
Há pouco li um texto do Marco Rolim com a mesma idéia
Quem não faz ada se ocupa da vida dos ourtos
Eu não estou me ocupando
Só não aceito pararex de ler pq não concordo
O que já não faço com testosterona. Homens machista e solitários