sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

CAFÉ SEM AÇÚCAR

Arte de Van Dongen


Consultório Poético retorna com sua franqueza sem rodeios.

Jovem namora homem casado e pergunta se ele pode abandonar a esposa.

Nem consultei a borra de café:

"O que preciso avisar é que todo relacionamento é uma decisão. Ou ele já tomou ou não tomou partido, entende? Começar é optar. Não é algo que vem com tempo. Seu namoro sugere que ele está experimentando uma nova rotina para ganhar coragem. Não acredito nesta postura - é conversa para não mudar. Muitos homens usam o período inicial de total confiança para neutralizar seus deveres e cuidados."

Leia todo palpite aqui.

16 comentários:

Por que você faz poema? disse...

"Dança sem par"?
Sempre preferi o meu café amargo
e me jogar na pista sozinho.

Carol disse...

Fantástico! Concordo plenamento com você! Até porque, "liberdade na vida é ter um amor para se prender". rs
Abraços

Dani Gomes disse...

Não gosto de café, nem faço aos outros o que não quero que façam comigo:O único a se "dar bem" nessa é o casado em questão!

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Anônimo disse...

Você é um desgraçado de um sincero. E eu te amo por isso. Se um décimo (desses de loteria mesmo), dos homens, leia-se aqui humanidade -tivesse a sua franqueza o mundo não seria engolido por tanta banalidade nem dúvidas dessa proesa. Queria me sentar na cadeira da frente, para ovacionar as suas estréias. Eu sou aquela andarilha que subornou o dono da bilheteria e te espia lá no fundo da platéia. E quando falar com essa moça de novo, diga a ela para procurar um exorcista. Ela não está apaixonada, ela está possuída.

Anônimo disse...

Uauuuu...vou ali respirar e já volto para comentar!!

Bjão

Renata disse...

Como sempre, certeiro!!

F.S.S disse...

Ela pôs "Boa tarde", e você respondeu de manhã.

F.S.S disse...

Fabrício, qual é o turno do teu amor?

Anônimo disse...

A amante... sempre se fazendo de vitima!

Carla disse...

Concordo inteiramente com um dos anônimos : é possessão.

Anônimo disse...

Também gostei da sinceridade, até porque passei cinco longos anos na mesma situação. Fui tão compreensiva e paciente que esperei ele largar a esposa, para morar comigo e ... me trair com ela. Parece novela das 8, mas é só mais um pau que nasce torto no mundo... Eu mereci!

Manuella Castro disse...

Provavelmente o homem age da mesma maneira no outro lado da moeda, deve ser um bom marido.

dja disse...

Ola fabricio, Uma ótima semana pra vc. bjinhoss.
Não gosto de julgar compartamento alheio, mais pelo que vejo dos homens, eles na sua maioria so saem de casa quando suas esposas desistem da relação e praticamente jogam eles pra fora, e quanto a essa mulherada que insiste em ser a outra, e só uma questão de se iludir, pq se trai a esposa com ela, amanhã adivinha quem vai ser a traida e deixada.

ana disse...

Rochele, comodismo também é uma espécie de amor...

Camila disse...

gostei, mas a frase do titulo me chamou atenção.
Nunca havia pensado assim.

Anônimo disse...

FABRÍCIO comigo aconteceu de eu descobrir ser "ex" esposa sem saber, traição virtual mesmo.E a mulherada dando mole mesmo. Na idade do lobo tá fascinado com o twitter e o blog dele,criou um mundo virtual só dele ,onde ali ele é "O DESCOLADO" como nunca foi antes. E tá nem aí pra nossa família "TRAIÇÃO VIRTUAL DARÁ SEMPRE UM BAITA TEMA PARA CRÔNICAS". Atrás da tela do pc muitas pessoas se tornam um personagem com corpo e alma diferentes da realidade!
Espero não sair caro esta consulta poética...
hehhehhe!
abraço e mais uma vez parabéns pelo tema: é da hora!

ps: bem feito prá mulherada que acredita nas mentiras dele nem a foto do blog no início era real!se ele fez comigo vai fazer com elas...eu queria que ele mostrasse a cara e tudo o mais VIROU UM EGOCÊNTRICO QUE SE DIZ POETA. SÓ FALA NO "EU" NEM USA O "NÓS".TÔ INDO QUE ISTO TÁ VIRANDO UM LIVRO !