sexta-feira, 29 de junho de 2012

CANTEIRO FLORIDO DE OBRAS

Arte de Escher

Para evitar a separação, arrume uma reforma em sua casa. Um puxadinho. Uma ampliação. Transforme o quartinho em escritório. Derrube uma parede. Faça uma cozinha americana, suíça, holandesa.

Não é brincadeira, a reforma é uma segunda lua-de-mel. Só que agora a viagem é pela própria residência.

Todo casal prestes a pedir divórcio deveria inventar uma reforma. Abandonaria a raiva. Passaria a transferir o ódio para outro lugar.

Teria um inimigo em comum: os pedreiros, os prazos, o preço do cimento.

Começaria a se unir novamente, a se amar, a se proteger.

"Você é meu amorzinho, você é meu amorzão, você é o tijolinho que faltava na minha construção..."

Cante comigo em meu comentário na manhã de sexta (29/6) na Rádio Gaúcha, programa Gaúcha Hoje, com Antonio Carlos Macedo e Fernando Zanuzo:

Um comentário:

Maa εïз disse...

Hahahaha adoreei!!
Isso tem acontecido, de fato, com meus pais na minha casa.