sábado, 30 de junho de 2012

DEIXE EM BRANCO O LIVRO DO BEBÊ


Não posso mandar na memória dos filhos, por mais que deseje induzi-los a adotar minhas lembranças inesquecíveis.

As crianças devem escolher suas datas importantes e costumam ser bem diferentes daquilo que os pais imaginavam.

Ouça meu comentário na manhã de sábado (30/6) na Rádio Gaúcha, programa Gaúcha Hoje, apresentado por Fernando Zanuzo e Georgia Santos:


3 comentários:

✿ chica disse...

Sensacional essa tua crônica!!Ouvi pela manhã e hoje, às tarde, num niver em família, comentávamos sobre como colocaste o coração nas palavras.ADOREI! abraços,chica

O Rei do Drama disse...

mas o livro do bebê são as lembranças dos pais. mas concordo, vamos mudar o nome pra livro dos pais dos bebês. hehehe

eu adoro ver o meu e ver o carinho que minha mãe teve em prepara-lo e deixar impresso sua visao dos dias felizes que teve com minha chegada.

Adriana Ranzi Curioni disse...

Ola Fabrício td bem? Esse teu blog é maravilhoso! Seu textos são ótimos, cada um supera o outro. (Vi no comentário logo acima da Chica ela disse sobre como você coloca o coração nas palavras, e é isso mesmo! Fiz um blog para minha filha ler no futuro, saber da história dela! E também ajudo outros mamães com minha experiência. Estou te seguindo. Quando puder passa lá para conhecer!

Abraços
http://minhamaricotamaricotinha.blogspot.com.br/