terça-feira, 18 de setembro de 2012

VENHA, POR FAVOR

Arte de Gustav Klimt

Eu espero alguém que não desista de mim mesmo quando já não tem interesse. Espero alguém que não me torture com promessas de envelhecer comigo, que realmente envelheça comigo. Espero alguém que se orgulhe do que escrevo, que me faça ser mais amigo dos meus amigos e mais irmão dos meus irmãos. Espero alguém que não tenha medo do escândalo, mas tenha medo da indiferença. Espero alguém que ponha bilhetinhos dentro daqueles livros que vou ler até o fim. Espero alguém que se arrependa rápido de suas grosserias e me perdoe sem querer. Espero alguém que me avise que estou repetindo a roupa na semana. Espero alguém que nunca abandone a conversa quando não sei mais falar. Espero alguém que, nos jantares entre os amigos, dispute comigo para contar primeiro como nos conhecemos. Espero alguém que goste de dirigir para nos revezarmos em longas viagens. Espero alguém disposto a conferir se a porta está fechada e o café desligado, se meu rosto está aborrecido ou esperançoso. Espero alguém que prove que amar não é contrato, que o amor não termina com nossos erros. Espero alguém que não se irrite com a minha ansiedade. Espero alguém que possa criar toda uma linguagem cifrada para que ninguém nos recrimine. Espero alguém que arrume ingressos de teatro de repente, que me sequestre ao cinema, que cheire meu corpo suado como se ainda fosse perfume. Espero alguém que não largue as mãos dadas nem para coçar o rosto. Espero alguém que me olhe demoradamente quando estou distraído, que me telefone para narrar como foi seu dia. Espero alguém que procure um espaço acolchoado em meu peito. Espero alguém que minta que cozinha e só diga a verdade depois que comi. Espero alguém que leia uma notícia, veja que haverá um show de minha banda predileta, e corra para me adiantar por e-mail. Espero alguém que ame meus filhos como se estivesse reencontrando minha infância e adolescência fora de mim. Espero alguém que fique me chamando para dormir, que fique me chamando para despertar, que não precise me chamar para amar. Espero alguém com uma vocação pela metade, uma frustração antiga, um desejo de ser algo que não se cumpriu, uma melancolia discreta, para nunca ser prepotente. Espero alguém que tenha uma risada tão bonita que terei sempre vontade de ser engraçado. Espero alguém que comente sua dor com respeito e ouça minha dor com interesse. Espero alguém que prepare minha festa de aniversário em segredo e crie conspiração dos amigos para me ajudar. Espero alguém que pinte o muro onde passo, que não se perturbe com o que as pessoas pensam a nosso respeito. Espero alguém que vire cínico no desespero e doce na tristeza. Espero alguém que curta o domingo em casa, acordar tarde e andar de chinelos, e que me pergunte o tempo antes de olhar para as janelas. Espero alguém que me ensine a me amar porque a separação apenas vem me ensinando a me destruir. Espero alguém que tenha pressa de mim, eternidade de mim, que chegue logo, que apareça hoje, que largue o casaco no sofá e não seja educado a ponto de estendê-lo no cabide. Espero encontrar uma mulher que me torne novamente necessário.




Publicado no jornal Zero Hora
Coluna semanal, p. 2, 18/09/2012
Porto Alegre (RS), Edição N° 17196

94 comentários:

Lili Braga disse...

Um texto autêntico! Parabens... Condolências com sua dor. Reaja!

Nayara Ruiz disse...

Uma amiga me apresentou um de seus livros. Ainda não o li. Agora, me envia seus textos. Já os li. E amo. Sou sua mais nova fã. Bjs

Lucas Toledo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas Toledo disse...

Espero alguém que me ensine a me amar porque a separação apenas vem me ensinando a me destruir. Espero alguém que tenha pressa de mim, eternidade de mim, que chegue logo, que apareça hoje, que largue o casaco no sofá e não seja educada a ponto de estendê-lo no cabide. Espero encontrar uma mulher que me torne novamente necessário.

Genial. Releitura e detalhes.

Anônimo disse...

Realmente, fantástico...
Espero que essa fase de solidão e desamor acabe logo Capinejar, merecemos amar de novo, sempre.

Daniele disse...

Caramba, achei tão lindo que chorei, é meio que o que todos esperamos, mas não sabemos descrever.Nunca me imaginei escrevendo algo num momento tão delicado, mas é isso, tudo vira inspiração e escrever isso foi a melhor das reações. Boa sorte!

Maycon Mota disse...

Parece ser incerto mas, TUDO SE AJEITA. Amor é algo que não se mede, nem se inventa. Acredito que o "necessário" se constrói.

Você é magnífico, homem. Belo "sopro" (que te traga alívio). Bom dia!

Anônimo disse...

Acho que o primeiro passo eh ser capaz de criar um espaco (seja aqui, escrevendo, ou falando com seus amigos) para sentir e viver e esgotar toda essa dor. Abra a torneira e deixe a dor sair.
Mas isso, olha a delicadeza, requer certa coragem, porque isso eh contra tudo o que esta aih, essa ideia de sucesso absoluto, e de superacao de todos os obstaculos, da ideia da pessoa genial que nunca cai, e tudo o que eh valido no mundo de hoje, do lugar comum, da sabedoria enlatada, do que eh sucesso para o mundo inteiro.

Fosse eu teria odio quando me dissessem "Fica tranquilo que vc vai superar tudo isso" - Sim!!! mas hoje nao!!
Eu diria "Hoje eu soh quero alguem que me ouca, uma companhia nesse lugar infernal da dor, alguem que nao sinta que minha dor eh mais pesada pra ele do que para mim. Hoje eu preciso de um amigo especial".

Aline Corso disse...

também estou com essa dor.
estou em lágrimas.

gabriel disse...

bah, fabrício!!! baita declaração de amor ao amor, à parceria entre dois, à vida, à literatura. vc nos faz muito bem. ombros, braços, mãos pra ti nessa hora. carinho de leitor que elabora tanta coisa contigo sobre relações afetivas, amizade, sobre viver a vida, sobre amar, sobre o amor. abraçãozão. gabriel

Carol Bozzetto disse...

Desejo que encontre alguém que quando o olhe tu digas: eu me daria bem com alguém assim como tu!
E que haja esperança, sempre.

Eu disse...

Fabrício, quem sabe houve um alguém que, em um passado recente, esperou por ti. Mas, naquele momento, escolheste a profecia errada para os teus dias. Sorte pra ti.

verinha marinho disse...

se eu pudesse, eu colocaria você no meu colo (pois sinto você como um garotinho de 6 anos sofrendo pelo cachorrinho que sumiu) e o consolaria com histórias fantásticas dizendo que o cachorrinho estava num mundo mágico e que se não voltasse ele estaria muito feliz ....
se eu pudesse arrancar essa dor do seu peito e colocar nesse vazio a esperança, a alegria, pois é muito duro ver alguém tão frágil e sensível sofrer...
se eu pudesse eu tiraria você desse tempo difícil e o deixaria escondido até que tudo passasse.
se eu pudesse traria de volta quem tanto lhe faz falta
se eu pudesse mais não posso, mais tem alguém que muito ama você e está pronto para o ajudar nessa hora tão difícil, e tem poder para fazer o impossível acontecer...Deus, fale com Ele, peça a Ele que faça com que o milagre que você tanto precisa aconteça. Apresente suas razões para Ele e espere....muita coisa pode mudar, eu creio.....quero ver você feliz ....te gosto de montão e torço por você ....Verinha

Marta disse...

Fabricio,acho que viver com entrega é isso tambem: sofrer quando é preciso,chorar desesperado , querer ver a luz onde só há escuridão.Se não for assim, nao vale a pena.
Você é um homem incrivel, maravilhoso,um homem que vive no inconsciente de muitas mulheres. Dificil te ver sofrer, te ver querer e não poder ter ainda.Te carrego sempre em meu coração, mesmo estando longe geograficamente de voce.
Marta

Anônimo disse...

Esses momentos que acontecem no relacionamento são simples e muito bons de se viver quando temos alguem do nosso lado que amamos. E dificil, mas não espere. De tempo ao tempo. Abrços. Felipe

Luiza disse...

Bá...

Renata Fagundes disse...

...espero que o alguém que escreveu essas palavras não se importe por eu ter chorado...lindo texto!

Beijo

Nossa historia de amor disse...

Perfeito!!! estou nesta fase, e espero sair dela. e ser feliz de novo. Amei o texto e não desista de amar,pois tudo vem na hora certa.Principalmente a pessoa certa.
abraçoss

"Escrevo com amor, do amor, para meu amor" disse...

Antes de tudo, permita-me dizer: Sou sua fã! Amo seus textos, ainda que não tenha nenhum dos seus livros, mais por falta de tempo de comprá-los que por outra coisa.
Pronto! Meu momento clichê se realizou!
Agora, permita-me fazer outra pergunta.
E quando o homem tem uma mulher que o ama incondicionalmente, que se entrega por completo , que o faz necessário, simplesmente porque ele É necessário em sua vida. Uma mulher que o apoia em tudo e para tudo. Uma mulher que resume e sintetiza tudo o que você doce e profundamente citou nesse texto emocionante...porém ele a magoa...
Ela criou blog, de presente para ele, uma declaração de amor virtual, pelo aniversario de namoro de 2 anos. Publicou uma poesia, que escreveu para ele, numa antologia poética ano passado e lhe deu um exemplar de presente.
O admira, o escuta, o apoia, cede, concede, aceite, entende, perdoa...
Quando se tem uma mulher assim capaz de amar além do amor, da dor, porque a machuca?
Não entendo.
Espero que essa fase passe logo Fabrício, pois não desejo nem ao meu inimigo um milésimo da dor que se sente numa situação assim, muito menos a uma alma doce e sensível como você.
Que essamulher chegue logo, eala existe, esteja certo.
Um abraço carinhoso

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Vivi um amor assim.
- De vivi, no passado.

Texto maravilhoso!

Raphaela Ramos disse...

Como me dói a tua dor!

Anônimo disse...

kTraído pela prosa da vida, meu caro, aconselho que lave a honra com versos. Permita-me ser sincero: acho que no momento sua carência é muito cruel e mal disfarça a presença da amada. O texto (muito bonito, por sinal), não é endereçado a uma mulher que virá, mas a que se foi, até porque, sabemos nós, uma pessoa que se encaixasse em todos esses requisitos talvez não te despertasse interesse. O amor ideal, perfeito, é apenas uma compensação que dissimulada o que realmente queremos: a imperfeição de um amor real.

Aproveite o momento para exercitar, além do desespero, a introspecção. E não faça muito drama, porque, diferente de muito poeta só por aí, você tem um harém.

Tudo de bom e grande abraço,
Diego.

Rubens Rau disse...

O contrário do amor não é o desamor ou ódio, é o esquecimento. Para encontrar este "nós" que você descreve é preciso ser "você singular" novamente e se desamarrar deste plural que ainda vives. É um processo em que cada atividade é importante. Portanto, mãos à obra na construçã do "eu feliz" ;-)
Abraços deste fã de carteirinha ;-)

Eda De Maman disse...

Espero também... que este teu alguém chegue logo, pois adoro ler a forma como escancaras ao vento teus sentimentos, sem ser piegas, sem sentimentalismos baratos, sem lugar comum...
Espero também um "ser sentimento", com a sensibilidade parecida com a minha e que se faça reconhecível ao primeiro olhar!
Beijo de uma fã!

J disse...

Assim como eu, existe inúmeras pessoas lendo seus textos e torcendo em silêncio por sua felicidade!

Anônimo disse...

Simplesmente lindo!
Entendo muito bem essa dor... porque eu s senti , num passado não muito distante...

Abraço!

Mara disse...

Lindo texto... lindas palavras, lindos momentos!

Torço por vc...
Todos nós merecemos um grande amor!

Parabéns pelo dom da escrita...

Dete disse...

Lindo, lindo, lindo! Emocionei-me. Essa dor já tomou conta do meu ser há algum tempo. Te garanto que passa. Demora, mas passa. Fique bem. Beijos

Anônimo disse...

Acredito que quem já passou por essa dor, gostaria de poder te consolar um pouco...
Mas essa dor é só tua, é necessário expurgá-la por completo para novamente ser e amar de novo.
O maior vilão nesse momento é o tempo, implacavelmente ele é o senhor da razão.

Tiego Victor disse...

Texto formidável! Essa dor, apesar de devastadora, é importante para aprendermos algumas coisas que só conhecemos na tristeza, que é onde nos encontramos frágeis e nos fortalecemos para as batalhas que a vida nos propõe. Tenho certeza que você vai superar esse, digamos, desafio que o destino impôs e o vencerá com sabedoria. Tudo de bom pra você, abraço :)

Anônimo disse...

Não foram só palavras que li neste seu último texto: Foram sussuros em meus ouvidos, recitando sentimentos esperançosos por uma nova chance de (re)viver o amor.


Como te admiro! E que todo este tempo nublado passe logo.
Te cuida
Com carinho,
Marília Reül

Lindajara Ostjen Couto disse...

Querido Fabrício, onde anda esta bandida?
Só tu consegues ficar charmoso nesta hora...
Lindo texto. Fica bem.
Abraço
Linda Ostjen

Viviane França disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Viviane França disse...

Ninguém quer viver só. Mas como nós nos acostumamos com o outro, não é? Só mesmo o tal do tempo para ajudar em tudo. Ouça esta música, espero que te faça bem: http://www.youtube.com/watch?v=No3Nje-lfUE

Abraço,

Viviane

Anônimo disse...

SEMPRE que te leio gostaria de ter escrito tuas palavras.... minha vida 'perfeitinha' demais impede aflorar toda essa poesia que somente nasce com a dor
Fernanda

Lu Prado disse...

Lindo Fabricio... ha de se ter esperança, SEMPRE!
Sinto a tua dor, como a q ja senti um dia...
Sinta-se abraçado, meu querido amigo (ja te sinto assim, mesmo q vc n saiba)... Lú

Luciana M disse...

Lindo. Acabei de dizer a um amigo que é daqueles textos que vc lê e pensa que gostaria de ter escrito (é exatamente isso que eu queria dizer!!). Parabéns e obrigada!

mARa disse...

Caro Poeta, espero que espere menos, relações iniciam e terminam, talvez porque esperamos muito do outro, ou de nós mesmos. Melhor é primeiro nos aceitarmos com todos nossos defeitos e ansiedades, e se esperar espere alguém que queira Te Esperar.

Abço!

Aglaé disse...

Demais o texto. Transmite uma dor tão autêntica que emociona, e nos faz ter vontade de carregar no colo o autor.Parabéns, Carpinejar, p conseguir expressar tão bem o que sentes!Upas

Beatriz disse...

Me vi nesse texto... espero o mesmo do outro... acho isso tudo tão simples, mas porque não encontramos???
Bjo,
Bia

Lediana dos Santos Nunes disse...

Texto magnífico.
Me vi em todas as letras, palavras, vírgulas e pontos lidos!

Caroline Scheid disse...

PORRA FABRICIO, a gente te ama!
Sofra, mas fique bem no final.
Beijos cheios de ternura, Carol.

Anônimo disse...

Estou passando algo muito parecido! com tudo o que escreveu!!! lindo desabafo.
sorte p ti e p mim

Cristal disse...

Adorei o texto. Lindo!!! Aliás como tudo que você escreve. Adorava vocês dois. Mas o melhor ainda está por acontecer. Acredite.

abracadarte disse...

Boa noite, Fabrício!
Amei o texto...Hiper bacana!
Espero que você encontre essa mulher rapidinho e que ela não o torne e sim perceba o quanto você é necessário!
Fica bem!
Um grande abraço,
Alice

Érica, disse...

Delicadeza pura.
Ela virá!
um bjo repleto de ternura

Anônimo disse...

So tenho uma certeza a te dizer: VAI PASSAR!

Anônimo disse...

Ontem, assim que acabei de ler esse texto - cujas palavras faço minhas - te enviei um e-mail e queria ir ao teu encontro, mas como, onde? Descobri que em algumas horas estarias na cidade para a qual vim em busca de um belo horizonte - se é que já não estavas aqui naquele momento. Coincidência? Sincronicidade? Pouco antes das 19h30min cheguei ao Teatro João Ceschiatti, completamente lotado de outros tantos leitores e admiradores teus. Em determinado momento levantei a mão e te fiz a única pergunta que me importava. Ao final me aproximei, te entreguei algo que queria compartilhar contigo e me despedi. Atendi o teu chamado, fui ao teu encontro, Fabrício.

Karen disse...

Primeiro...nossa que texto sincero, impactante, bem escrito, descreve os desejos e a dor de qualquer pessoa que esteja passando por essa transição da separação...segundo, quem foi a maluca que não quis tudo isso? ;-)
Enfim...o lado bom das coisas ruins é que elas também passam, força e boa sorte no recomeço!!

Fabiana Saldanha disse...

Hoje faz 1 mês que me separei, é dolorido... mas estou seguindo em frente!

Odara disse...

Ja tinha lido esse. Me identifiquei total!!

Sara disse...

Fabrício, sei exatamente o que está passando, pois também estou passando por isso. Fico imaginando se existe em algum lugar alguém que pudesse corresponder a esse amor? Assim da maneira que descreveste...Mantenho minha esperança em Deus! Abraço

Raquel disse...

cara... vocês espera demais. sugestão: parta para a meditação e para o conhecimento interior. voce se projeta demais pelos outros. cadê você aí? uma palestra, para começar: http://www.youtube.com/watch?v=8gutp4_c3V8&list=PL0D2BF3658A0E9737&index=7&feature=plpp_video

Anônimo disse...

Texto cheio de entrega. Maravilhoso!!!

Denise Eezer disse...

BRILHANTE!

Paula de Medeiros disse...

Lágrimas atravessando a tela e caindo em meu rosto.
Mas espero que você se encontre e torne-se necessário a si mesmo.

Anônimo disse...

Já vivi uma dor assim. Chorei. Sofri. Tive a certeza que nunca mais iria amar. O tempo... Ah! Ele sim nos mostra o quanto tolos somos e como o mundo da voltas.
Hoje? Achei o amor da minha vida. A tampa da minha panela. Meu par. Meu parceiro. Meu príncipe (sim, ele existe). Chega a ser sem sentido o sofrimento do passado. E os amigos me diziam que ia ser assim, mas eu achava que não. Só acontecia com o vizinho. Mas isso só aconteceu quando eu me propus a cuidar de mim. De verdade. Quando eu me desprendi que nao precisaria de ninguém pra ser feliz. Meio que 'do nada' ele apareceu.
O seu Ta guardado... Confia em Deus! Lindo seu texto.

Anônimo disse...

Oi fabricio adorei a crônica ''Venha, por favor''. . .

beijos
Vera - Igrejinha

Anônimo disse...

Oi Fabricio, adorei a crônica ''Venha por favor''. . .

Beijos
Vera - Igrejinha

Claudia disse...

Alguém que consegue transformar em palavras a alma do amor e traduzir assim as emoções mais vitais com certeza será muito amado...mas eu, assim como vc...assim como o mundo...deseja ser amado e amar...sejamos o nosso melhor, o amor virá...bj

Fabi Franco disse...

Acredito que todos nós, românticos incorrigíveis, queremos alguém exatamente assim, querido Fabro. Amo o que vc escreve e estou compadecida de sua dor e torcendo para que você encontre esse alguém que te proporcione tudo isso e mais. Beijos carinhosos!

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

TANIA LIMA disse...

Esse texto me encheu o peito de esperança...
Perdoe-me. Eu sei o quanto dói, eu conheço essa dor e conheço ainda mais esse anseio, essa espera de alguém que idealizamos.
Por que me estufa o peito de esperança? Porque escrito por um homem, apresentado a mim por outro homem, compartilhado por uns outros tantos...Gostado e comentado por muitos homens... Então há homens que esperam por tudo isso?! Há. Que alento!
Perdoe-me. Que alento!

Daqui a pouco ela aparece...a mulher que virá, tenha certeza. Não será assim como você espera, tenha certeza. E você se tornará necessário num átimo.

Beijos

Lilian disse...

"(...)One of the reasons why we crave Love,and seek it so desperately,is that Love is the only cure for loneliness,and shame and sorrow. But some feelings sink so deep into the Heart that only loneliness can help you find them again. Some truths about yourself are so painful that only shame can help you live with them. And some things are just so sad that only your Soul can do the crying for you."

Quote from Shantaram - Gregory David Roberts

Mariana Baptista disse...

Tu é o cara, ganhou mais uma grande fã! Parabéns!

Alice disse...

Seja necessário a você mesmo, querido. Triste é aquele que se identifica com o que tem. A única coisa que realmente possuímos é o agora. Concentre-se nele, e só nele. Procure afastar os outros pensamentos acerca do passado ou do futuro que não comparece. Uma boa maneira é imaginá-los como nuvens, e só ficar observando todos eles passarem, sem reagir a eles.

Todos nós precisamos nos sentir úteis para alguém, não é? Eu sei. Mas saiba que você já é útil para mim e para várias pessoas que como eu, também devoraram os seus livros e ficaram fascinados com a sua sensibilidade. E se você sentir vontade, eu poderia lhe falar sobre isso. E também lhe ser necessária, se você se sentir desmotivado.

Fica bem, tá? :)

Anônimo disse...

Eu me candidato, lhe farei extremamente necessário! Emanuely Costa

Anônimo disse...

Eu me candidato, lhe farei extremamente necessário! Emanuely Costa

Paula disse...

Eu também sou assim e espero alguém assim, sem tirar nem por.

Jaque Hirakawa disse...

Compartilho do mesmo desejo.
Espero alguém...

Mara Rejane. disse...

Que todos os anjos digam "Amém"!!!
Beijo.

Natalia disse...

Que lindo, que lindo!!!

Eu adorei!!!


Natalia-Montevideo

Anônimo disse...

Belíssimo texto. Parabéns !

ganhar dinheiro disse...

parabens pelo belissimo blog, acompanho o mesmo desde 2010, recomendo a muitas pessoas. Parabens

Kátia Lopes disse...

Bela lágrima!!!!

Ana Paula disse...

Belíssimo texto! Exprime uma urgência que me soou tão esperançosa. Descreve tanto o que sinto agora.

Amei, como sempre!

Um grande abraço.

Tânia Gama disse...

Belíssimo! Parabéns pela crônica nota 10 e pelo talento!

Beijos no seu coração!

Kelly M. Carvalho disse...

E é por você que eu espero.

Anônimo disse...

...também espero, e que venha logo!

∞ Margarida Marcondes disse...

...Que venha logo, por favor. Um amor como esse, dito no texto, é o sonho de qualquer pessoa que deseja ser amada.

CARINA disse...

Espero Alguém...alguém que me traga a Alegria de amar e ser amada...

CARINA disse...

Parabéns!!!
Amo vc!

Anônimo disse...

Caramba! Como sei disso! Celso

Tatiana Madi disse...

Choro só sempre!! Amo muito tudo o q escreve..

Anônimo disse...

Amo, o que esse homem escreve!!