segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

POR QUE O TWITTER?

Arte de Miró

Porque o Twitter é a lápide do trivial.
Porque é educado avisar que não estamos no corpo e que já voltamos.
Porque devolvemos os peixes pequenos ao mar.
Porque sou conciso desde que assobiei.
Porque deixo reverências ao crepúsculo, que pode vestir árvores.
Porque o palavrão é curto e o medo é rápido.
Porque a preguiça é longa e precisa de poucas palavras.
Porque não sei dizer bom dia sem perguntar o que minha mulher sonhou.
Porque não sei dizer boa tarde sem perguntar o que minha mulher almoçou.
Porque não sei dizer boa noite sem rezar por ela.
Porque o espelho do feio é o retrovisor do carro.
Porque em toda a carteira há um vale a ser descontado.
Porque as informações importantes cabem num rótulo de cerveja.
Porque a grande obra passa a sensação de ter sido feita num final de semana.
Porque a boa ação me deixa mais envergonhado do que o pecado.
Porque a paixão não tem memória, não vai me prevenir para a próxima.
Porque amar é conhecer desconhecendo.
Porque odiar é desconhecer conhecendo.
Porque o que é bonito assusta, como a tempestade.

Porque um vizinho nunca será seu leitor.
Porque jazigos não podem ser alugados.
Porque meu pai tinha mais segredos no escritório do que janelas.
Porque é um modo de curar a paranóia, realmente estão nos seguindo.
Porque nos perdemos para despistar o passado.
Porque os anéis são a velhice dos brincos.
Porque o gemido é a alegria da dor.
Porque os gatos são câmeras pela casa.
Porque um bilhete de suicida tem que ser escrito todo dia.
Porque quando uma amiga está interessada em mim sente culpa e pergunta sobre a namorada.
Porque olhar é julgar as palavras e perdoar as aparências.
Porque a geladeira vazia tem mais luz.
Porque não nasci o suficiente para emprestar nascimentos.
Porque o samba está numa caixa de fósforos.
Porque não há como chorar sem fungar.
Porque fumar é o telhado do suspiro.
Porque as formigas ruivas são terra transparente.


Porque quando finalmente entender o corpo feminino não terei mais corpo.
Porque a esquina é o cotovelo da rua.
Porque os pássaros desaparecem de noite.
Porque o canto do galo é apenas seu grito dentro do pesadelo.
Porque os filhos podem fechar seu quarto a qualquer hora.
Porque sempre arrumamos uma despedida para festejar o retorno.
Porque um fio de cabelo de outra cor termina um casamento.
Porque guardamos o papel-presente para embrulhar a mudança.
Porque há livros que nunca serão lidos e sempre citados.
Porque o sonho dos pirilampos é dormir de luz apagada.
Porque a humildade do narcisista é conversar com o megalomaníaco.
Porque escrever não é desistir de falar, é empurrar o silêncio para fora.
Porque o romancista pode errar, o poeta deve errar.
Porque não preciso de mim para ser feliz.

Publicado em Pernambuco
Suplemento Cultural do Diário Oficial do Estado
Janeiro 2010, Recife (PE),
p. 24

16 comentários:

De Tudo de Helena disse...

Nem sei por que, mas isso me emocionou..sensacional, mas to com inveja por não ter escrito isso antes de voce..hehehe..:)

solfirmino disse...

Adorei esse trecho:
"Porque escrever não é desistir de falar, é empurrar o silêncio para fora." Essa história de empurrar o silêncio me fez lembrar de um poema meu, que tomo a liberdade de colar aqui:

Mastigo as vozes
devoro os lamentos
calo frente ao turbilhão
de palavras em
absurdo autoflagelo

Não fosse esse
fluxo cotidiano
abriria o peito em fúria
sairiam pedaços castigados
vísceras de vogais
e consoantes
frases não ditas
engolidas e
doridas

Solange Firmino

J. disse...

Nossa! Eu preciso tanto de mim pra ser feliz...

sandy disse...

ah eu amei..eu gosto de fazer esse tipo de leitura...algo q nos faça pensar...e até refletir..

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Porque, em 140 toques, a brevidade é uma necessidade.

Ana disse...

um comentário postei,
mas no "feadica"
que "o google" pediu para escrever,
hesitei.
daí, apaguei.

belas palavras!

Renatinha Porto disse...

Admiro tua cabeça!!! Literalmente também!!!

p disse...

ai, gostava mais do layout do blogger. mas vou me acostumar, com o tempo. ah, adoro teu twitter. beijo!

marcelo disse...

Adorei o blog fabrício!!! Inspirado!! Fica mais fácil te acompanhar assim. Quero saber da próxima oficina! Não passo esse ano sem. Um grande abraço e um ótimo 2010 pra ti. Deixo um convite para visitar meu blog. Abraço, Marcelo.

Anônimo disse...

No mínimo, um máximo!

Anônimo disse...

Whitman Carpinejar

Anônimo disse...

porque tuitar é um espelho, reflete o pouco ou o muito que esconde

Adélia Carvalho disse...

Porque por mais que se fale, não acabam as palavras...
Adorei seus porquês.
Abraços.

Fabrício Santiago disse...

Pois é meu xará, pq twitter?
Ás vezes me pergunto, pq blog? hahaha
Vai saber, são mistérios que nossa mente oculta.
Pq celular????

Anônimo disse...

E a sua namorada, como vai?
:/