terça-feira, 9 de abril de 2013

FIZEMOS TUDO ERRADO


Arte de Marc Chagall

Fizemos tudo errado.

Não deveríamos ter nos beijado nos primeiros minutos.

Não deveríamos ter dormido de conchinha já na primeira noite.

Não deveríamos atravessar as madrugadas rindo.

Não deveríamos transformar todo abraço em esquina.

Não deveríamos denunciar nossos pensamentos, permitir o ciúme, expor os nossos defeitos.

Não deveríamos, é o que os amigos me ensinaram. Para conquistar alguém, é obrigatório esconder o jogo, fingir independência, disfarçar o arrebatamento.

Falhamos, amor. Somos afoitos, ansiosos, sinceros.

Fracassamos no drama, perdemos a concentração. Somos péssimos atores do desejo.

Nossa história poderia ser diferente.

Eu não deveria ter atendido ao telefone no primeiro toque.

Você não deveria ter atendido ao interfone no primeiro chamado.

Eu não deveria ter dito que sentia saudade na segunda hora.

Você não deveria ter dito que sonhava comigo.

Eu não deveria ter pedido em namoro no segundo dia.

Você não poderia ter aceitado.

Eu não poderia ter mandado flores.

Você não deveria ter regado as plantas de minha casa.

Eu não deveria ter apresentado meu filho no final de semana.

Você não deveria ter tomado um Nescau em nossa segunda noite.

Eu não deveria ter deitado em seu colo para assistir tevê.

Você não deveria ter me apresentado sua mãe e seu pai na primeira semana.

Eu não deveria ter convidado para uma festa do trabalho no terceiro dia.

Você não deveria ter deixado um vestido em meu armário.

Eu não deveria falar de minha vida de solteiro.

Você não deveria descrever seus antigos relacionamentos.

Eu não deveria ter separado uma prateleira para colocar suas roupas.

Você não deveria ter segurado o guarda-chuva.

Eu não deveria abrir a porta do carro e puxar sua cadeira no restaurante.

Pecamos, tropeçamos na bondade.

Você não deveria ter dito que nunca teve tanta intimidade com alguém.

Eu não deveria ter dito que a amava depois da terceira noite.

Bem que nos avisaram que seduzir é se aguentar, é se conter, é não demonstrar os próprios sentimentos.

Fizemos tudo errado, por isso estamos juntos.

Amor é exceção, amor é quebrar as regras.




Publicado no jornal Zero Hora
Coluna semanal, p. 2, 09/04/2013
Porto Alegre (RS), Edição N° 17397

23 comentários:

Isabel Ayala disse...

Grande final! Sem mais... Te adoro, Fabrício...com todo o respeito, é claro. rsrsrssrs

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Eu já quebrei as regras e quebrei a cara... Ainda bem que para algumas pessoas existem finais felizes.

Nati disse...

Não deveríamos ter feito tantas coisas, mas fizemos estamos do jeito que estamos. Beijo

La Iz disse...

Concordo com JÔ...
Quebrei essas benditas regras meses atrás. E meu final? tsc tsc...nem preciso contar.

Cris Beck disse...

raras exceções!

Anônimo disse...

Abençoados sejam!! E, além disso desejo muita coragem pra continuarem fazendo isso, sendo exceções, maravilhosas e deliciosas exceções!! Parabéns, Carpi!! Feliz por vocês e adorei a foto que deu pra ver que ela tem cabelos cacheados, nesses tempos de chapinha acho muita personalidade, (já que também tenho e adoro! kk. Beijos. =D

Leni Boenny disse...

Mesmo fazendo tudo errado, poucos conseguem ser exceção. Poucos quebram as regras sem junto, quebrar a cara. Mas um dia todos iremos sair vitoriosos nesta luta do amor.

Sizií disse...

Amei de paixão.
;)

Unknown disse...

Fantásticoooo!!

Rebeca C. Souza disse...

Que bom que existem as exceções! Grande Carpinejar, sempre me encantando!

Simone disse...

Adorei! Simples assim! Como amar!

pengobatan stroke disse...

thanks for information,
good luck

Ana Gaze disse...

No mínimo uma inspiração incrível! Nada como a própria vida para nos inspirar a fazer arte. Parabéns!

Fabiana Freitas disse...

O final que todos esperam...
surpreendete ;*

Wendy disse...

Gostei muito do que escreveu.Retrato falado da minha história.Senti-me confortada com meus eternos arrebatamentos incontidos. A história só faz sentido quando acontece dos dois lados. Sem isso, fica difícil fazer tudo errado a dois...
beijos !!!

Aline Pompermayer disse...

Impressionante, parece que o texto é meu. Muita gente comentando algo semelhante, mas "apresentar meu filho no final de semana", "pedir em namoro no segundo dia", entre outros, é tudo da minha história! Emocionante! Obrigada pelo presente!

Teresa Cordioli disse...

Foi muito bom encontrar teu blog;)

Patricia Lucero Soares disse...

Foi a coisa mais linda que já li, provavelmente por que descreveu em cada frase minha história. Fizemos tudo errado, por isso estamos casados a oito anos, como se fosse um. Obrigado Fabrício.
Patricia

obat tradisional asam urat disse...

news that boast.
thanks is good and very good

obat hipertensi disse...

news adds to knowledge for me .. thank you

obat jelly gamat disse...

thank you for giving me the latest news and to all the readers of this site ...

Paty Padilha, disse...

Maravilha!!!