sexta-feira, 2 de março de 2012

BRINQUE, NÃO BRIGUE

Arte de David Hockney

Minha filha grita comigo, chora, avisa que me odeia, que não agüenta morar comigo e bate a porta do quarto.

Cinco minutos depois aparece para perguntar se está bem vestida, se o cinto combina com a calça.

O adolescente ofende e esquece rápido.

O que é ter um adolescente em casa?

Ouça meu comentário de sexta (2/3) na Rádio Gaúcha, no programa Gaúcha Hoje, apresentado por Antonio Carlos Macedo e Jocimar Farina:

3 comentários:

vervedirlass disse...

OLÁ CARPINEJAR!
Não pude ouvir seu programa, mas dá pra dizer algo.
Acho que, adolescentes acham que podem tudo e quando não conseguem, precisam culpar os pais(de preferência a mãe). Daí "despejam" medos, frustrações, raiva e o que tiver para por fora; sem pensar nas consequências. Depois, muito depois eles aparecem e vai depender do temperamento e da criação, pra começar o "pedido de desculpas"!
* Você diz que o adolescente, esquece rápido, será? Meus filhos sem exceção, dizem que eu estava chata, etc. e logo se entregam em "culpas e desculpas" e eu idem. Então voltamos "às boas" e a paz se estabelece no reino da...

Daniele Cezar disse...

eu batia a porta do quarto, ouvia AC/DC a todo volume e dizia que ia sair de casa. (eu morava em uma cidadezinha do interior do estado). dava uma volta na quadra e voltava furiosa da vida porque sabia que, no fundo, não queria fugir... só queria colo.

acho que ficar sem os pais é a melhor forma de saber que são importantes. e isso se aprende, normalmente, depois da adolescência (na hora de sair de casa de verdade).

mas a rebeldia faz parte do aprendizado. um dia, dizem, a gente cresce.

abração.

Anônimo disse...

Não consigo ouvir!Essa históia de baixar plugin não é para adulto e nem poara adolescente. coloca o texto no blog!!! Pedi de uma mãe de adolescente!