segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

OS SETE PECADOS

5 comentários:

Re disse...

Num mundo onde o sexo é exacerbado, luxúria é sair nas ruas de mãos dadas.

CAFÉ COM ROSAS disse...

As costas ainda gritam.
Os olhos ainda choram.
Espero que da próxima vez eu consiga silenciar a sua gritaria afônica.
Espero que da próxima vez você consiga emudecer o meu silêncio ensurdecedor.

http://cafecomrosas.blogspot.com/

Eliane Ratier disse...

pura provocação, show!!!

Rodrigo Policarpo disse...

Não sei se o problema é no meu computador ou se é com o twitter mesmo, mas quando tento ver os tweets mais antigos de #ossetepecados dá um erro e não consigo visualizá-los. Na dúvida, vou colar os pecados postados por mim aqui (cobiça pelo curso!).

Obs.: Se o problema for só comigo e os pecados podem ser visualizados pelo twitter, pode deletar este post. Valeu!


Sempre achei a luxúria algo gozado. Desfrutar dos prazeres da carne, não sendo vegetariano, é pecado?

Adoro pecar, mas nem sempre peco...é que, às vezes, dá preguiça.

"O que não mata, engorda". A chance de fugir do pecado é nula: se resiste à inveja, cai na gula.

Sou tão sovina que até quando pago promessa eu quero troco.

Me dê gula. De que serve minha cabeça, se meu corpo já não come ou ama? Dê-me fome, dê-me sede, Demi Moore em minha cama

Versão 2: Me dê gula com navalha. De que serve minha cabeça, sem o curso do canalha?

Meu maior pecado mede 1,5m, é gostosa, macia, tem óleos de amêndoa e se derrete toda. Garçom, traz outra pizza de queijo

Há pecados com P maiúsculo, mas prefiro aqueles sem P algum. Assim, cada vez que peco, repito meu desejo em eco.

#ossetepecados já são poucos pra mim.O que não era permitido, virou monotonia. O que era divertido, já não causa alegria.Quero novos pecados

A soberba é a adolescência da humildade.

Sou tão avaro que não peco pra não gastar pecados.

Pecado é a vontade transvestida em maldade.

Menti. Confesso que menti. Meu mais sincero pecado foi ter um dia acreditado que vivi.

Semana de chuva - Todos os pecados da nuvem - Banidos do céu

Pecado é desejo pudico - É fingir não querer fazer - Todo o tempo me justifico, mas - Meu maior pecado é viver

Eu não queria, mas pequei pra participar do concurso. Vendi minha alma sem avisar que estava com defeito.

A ira não me revira. A gula não me regula. Pecado não me admira... Seria minha chance nula?

Tenho orgulho de nunca ter pecado. Este prêmio me dá gula, mas a ira de saber que um pecador o vencerá, me leva à melancolia.


Rodrigo Policarpo

twitter: @rodpolicarpo

Margareth disse...

Oi Fabrício, esse seu livro só tem 7 pecados? Será que eles resumem todos que a vida mostra? Fabrício, estou vendo que você e muito econômico de pecado. Mas você deve estar certo. Até porque pouco tenho a dizer, pois partindo do meu principio de pecado, talvez até na força da minha ignorância, 7 pecado seja pouco ou até muito, pois pra mim a vida já é um pecado. Ou até o único da nossa existência. É na vida que tudo acontece. Ela é o pecado e nos os pecaminosos. Às vezes sem direito aos perdões, principalmente os de maças. No mínimo conseguimos desculpas. Pecado é um mau feito, que desfia os costumes do bem, é a desobediência do não, do querer sem poder, é a insistência que atiça o mau, e perdão é um reconhecimento absolvido do pecado, são dividas pagas, esquecimento do que não podia, do dito ou do feito. Enquanto viver, serei uma eterna pecadora. Quero perdões ou simples desculpas. Embora, acredite que Deus perdoa e nos desculpamos. Quem somos? Pecados, pecadores sem perdão. O pensamento, só por si fala.
Margareth.