quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

DESCOBERTA INTERIOR

Imagem de Emílio Pedroso

O escritor Fabrício Carpinejar autografa hoje o resultado de uma “viagem de descobrimento” personalíssima. Ao longo de 2011, ele percorreu 14.590 quilômetros pelo interior do Rio Grande do Sul perscrutando 52 cidades gaúchas com um olhar entre o poético e o maroto. A série, publicada semanalmente em Zero Hora com o nome de Beleza Interior, agora ganha edição em livro de mesmo nome (Arquipélago Editorial, 240 páginas, R$ 34,90) com autógrafos marcados para hoje, às 19h30min, na Livraria Cultura do Bourbon Shopping Country (Túlio de Rose, 80). O autor falou sobre os bastidores da série:



ZH – Que história da série foi a mais marcante?
Carpinejar – Felicidade, a última protagonista das reportagens, moradora de Livramento. Nunca imaginei que terminaria todo o longo roteiro com uma lavadeira que é pura alegria, de 106 anos, despachada, independente, morando sozinha. Ela é um tapa na cara da preguiça. Um exemplo de como superar as adversidades e não se acomodar na vitimização da velhice.
 
ZH – Em que cidade você viveu a situação mais estranha ou engraçada?
Carpinejar – Fui expulso de um salão de beleza em Alegrete, por tentar fazer as unhas. O Nauro Júnior (fotógrafo de Zero Hora) pode testemunhar a meu favor. A dona do espaço disse que não faria unha de homem, isso não cheirava bem. Eu respondi que iria cheirar igual a acetona.
 
ZH – Há alguma cidade que você gostaria de ter ido mas não foi?
Carpinejar – Haveria cancha para mais quatro séries, no mínimo. Escrevi sobre 52, mas fizemos vídeos de mais de 70 cidades. Uruguaiana é uma delas. Victor Graeff, outra. O mapa do estado está dobrado em minha mesa como se fosse minha camisa predileta.
 
Mais da entrevista aqui: http://migre.me/ce8GC

Publicado no jornal Zero Hora
Segundo Caderno, p. 5
Porto Alegre (RS), 5/12/12, N° 17274

3 comentários:

Anônimo disse...

Ótimo Blog.

Parabéns pelos Artigos e Livros...

Voo Fácil Taxi Aereo

guilhermexavier disse...

Conheci seu blog hoje.
Quero ler seus livros.
Viajar pelo Rio Grande do Sul está nos meus planos a longo prazo. Quem sabe eu não escreva um livro também. rs

Anônimo disse...

parabéns. este livro tem boas historias do nosso rio grande. Tancredo Cortazzi Oliveira