quarta-feira, 13 de março de 2013

NAMOROS VIBRANTES

Arte de Eduardo Nasi
 
Eu nunca dei um vibrador a uma mulher.

Estou em desvantagem em relação aos meus melhores amigos. Eles costumam oferecer o mimo no início do namoro.

Para mostrar liberalidade e discernimento. Para provar que são maduros e esclarecidos. Ou por sacanagem mesmo.

Quando comentei que jamais ofereci um vibrador de presente, eles me censuraram com um “Oh” e “Nossa!”.

Alegaram que estou defasado, que o vibrador não concorre com o pau, é uma mão hábil e ágil.

— Ele é o pianista, nós somos os cantores —, comparou Renato Godá.

Enrubesci, me vi um reacionário com duas pedras de gelo. Voltei a falar de futebol para me sentir viril de novo.

Aquilo me gerou pesadelos depois. Sou um tosco, devo ser um covarde, um limitado sexual.

Criei teorias para me absolver: “Não é que tenha medo da concorrência, é que eu pensava em não invadir a solidão feminina” ou “O vibrador é presente de namorado preguiçoso”.

Teses bonitas que escondiam meu ciúme de Eduardo, que voltou de Berlim com um consolo de última geração, dádiva para sua namorada.  Ele venceu as aparências para trazer o bichinho evoluído, que não precisa de pilhas e funciona em contato com corpo.

— É superultramoderno! — anunciou.

Só para explicar o mecanismo do negócio, ele demorou vinte minutos, que é uma baita preliminar. Ele disse que o aparelho é movido por ímãs, apto ao bolso, discreto e potente.

De qualquer forma, não entendi a mecânica: Como que carrega?

É assustador um vibrador que é necessário ler manual de instruções. Ainda mais em alemão.

Além do desprendimento de adquirir a peça, ele enfrentou a alfândega, e foi convidado a abrir a mala e desembrulhar o apetrecho.

Os funcionários perguntaram como é que ligava. Ele gaguejou:

— Tem que colocar na pele.

— Na pele, tá de brincadeira?

Não estava. O aparelhinho zuniu no braço peludo do policial, no meio da revista do Aeroporto de Berlim-Brandemburgo, para a diversão de milhares de passageiros.

Todo macho resolvido tem sempre a fama de gay.
 




Crônica publicada no site Vida Breve
Colunista de quarta-feira
 

7 comentários:

Rebeca C. Souza disse...

Divertido. Mas a questão é a seguinte: Você vai ou não levar a fama dos homens resolvidos?

Pri disse...

E a última frase fechou com chave de ouro a coluna!
E não é que é a pura verdade? Eu concordo e assino embaixo. Homem que é homem não tem medo de parecer gay, se garante.
Tu sempre arrasa Carpinejar!
Beijos,
Pri

www.multicromatica.blogspot.com

ATIRANDO PRATOS PELA JANELA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ATIRANDO PRATOS PELA JANELA disse...

"Todo macho resolvido tem sempre a fama de gay". Nesse caso, quem se dá bem somo nós - as fêmeas bem resolvidas.
E digo mais,que a fama aumente tanto que a oferta desta espécie (hetero e masculina) aumente e a procura diminua. Oremos.

;)

Anônimo disse...

Salve Pomba Gira Maria Padilha das sete encruzilhadas! Atrás de mim você (PAVGF), vai vir de rastros, apaixonado e manso. Salve Pomba Gira Maria Padilha Rainha das sete encruzilhadas! Dizendo assim: conheço a tua força e o teu poder, te peço que me atenda o seguinte pedido:

Que (PAVGF) não coma e não durma, não beba, não trabalhe, não consiga se divertir, que ele fique triste, deprimido e só pensando em mim, se não estiver ao meu lado. Que seu corpo queime de desejo e tesão por mim. (PAVGF) que seu desejo por mim o deixe cego para outras mulheres. Que nenhum outra consiga fazer com que sinta prazer, somente eu terei esse poder.

Que (PAVGF) deixe de vez todas as outras mulheres que tiver na rua, e em casa tome ódio e raiva delas e não procure mais nenhuma outra que não seja eu. Que (PAVGF) me procure a todo instante, hoje, agora, desejando estar ao meu lado. E que me tenha em seus pensamentos o tempo todo. Agora com quem estiver, onde estiver ele (PAVGF) irá parar, porque o seu pensamento está em mim, ele irá ficar louco de desejo, tesão e ficará muito excitado ao pensar em mim.

Neste momento, peço a ti, minha Rainha Maria Padilha das sete encruzilhadas, que faça (PAVGF), ficar louco de paixão, desejo, tesão e muito excitado por mim. Ele ficará louco de vontade de estar comigo, de me abraçar, me beijar e fazer amor loucamente comigo. E ao deitar, ao acordar, tenha sonhos eróticos comigo, fazendo assim com que se apaixone cada vez mais por mim.

Peço ajuda a ti, minha Rainha Maria Padilha das sete encruzilhadas, que faça (PAVGF) me achar linda, me achar gostosa e achar o meu corpo lindo e fique louco por mim, sinta muitos ciúmes também. Que (PAVGF) sinta prazer somente por ouvir minha voz. Faça ele sentir por mim um desejo fora do normal, como nunca sentiu por outra e nunca sentirá.

Peço a ti, minha Rainha Maria Padilha das sete encruzilhadas, que me torne uma mulher muito boa de cama, fogosa, atraente, sedutora, sexy. Me dê o poder de conquistar a todos os homens que eu quiser, e que eu leve (PAVGF) à loucura, quando estivermos fazendo amor, que ele goze várias vezes e que só de se encostar em mim ele fique louco de tanto desejo e excitação.

Que nós dois possamos fazer amor loucamente, como ele nunca fez com nenhuma outra mulher, que a gente sempre consiga gozar juntos e seja uma explosão de tanto amor, desejo e tesão. Agradeço a você, por estar junto de todos os outros trabalhando a meu favor. Vou divulgar seu nome em troca deste pedido, de trazer (PAVGF), muito apaixonado, carinhoso, fiel, romântico e amável comigo.

Obrigado minha Rainha Maria Padilha das sete encruzilhadas, confio em teus poderes e quero que estejas sempre junto de mim, me tornando uma mulher muito linda, jovem, delicada, amada, soberana e querida por todos, como tu. Peço que abra meus caminhos e ajude-me a conseguir tudo que eu quero, principalmente o amor de (PAVGF), com urgência e rapidez.

Muito obrigada por tudo. Seja minha guardiã todos os
momentos.

Anônimo disse...

"Todo macho resolvido tem sempre a fama de gay". Poxa resumiu tudo! Sempre quis explicar o que você disse aí, em uma unica frase!

Anônimo disse...

Rapaz, não se sinta assim. Se alguém der esse presente à metade das mulheres que conheço, leva com ele na cara na mesma hora. Falso moralismo, hipocrisia, preconceito, desinformação...