terça-feira, 20 de julho de 2010

O AMOR NÃO É CLICHÊ



Curso Inédito na Perestroika

- Porto Alegre (RS) -

Escrever sobre amor é o maior desafio da literatura. São grandes as possibilidades de cair no clichê e esbarrar na auto-ajuda. Depois de passar por esse teste, qualquer criação fica mais fácil.

O curso inédito pretende trabalhar a confissão e os relacionamentos na articulação de experiências de estilo. A cada aula, haverá exercícios inusitados e desafios para despertar a criatividade.

A inspiração surgirá da contação de histórias e da combinação gradual da autocrítica e do humor. O aluno receberá ajuda para selecionar o que tem importância literária daquilo que foi vivido, incentivado a despertar evocações e lembranças secundárias, comparações e relações imprevisíveis do cotidiano.

O objetivo é compreender a própria vida como uma invenção, a partir de célebres cartas de amor e de passagens de clássicos. E, com base na tradição, investigar as tendências do comportamento diante dos dilemas amorosos.

É um misto de escrita criativa, terapia, curso de sedução e consultório sentimental aplicado na formulação de tramas e poemas e que busca identificar pontos de vista originais.

No total, são 10 encontros. São 9 encontros às segundas-feiras e 1 numa quarta. Sempre das 20h às 22h30.

Aula 1: 23/08
Aula 2: 01/09(quarta)
Aula 3: 06/09
Aula 4: 13/09
Aula 5: 27/09
Aula 6: 04/10
Aula 7: 11/10
Aula 8: 18/10
Aula 9: 25/10
Aula 10: 01/11


Local
Sede da Perestroika
(Rua Furriel Luiz Antônio de Vargas, 250/1302, Porto Alegre/RS)

Inscrição aqui.

16 comentários:

Ludmila Rohr disse...

adoraria...mas moro so far...so far ... (EUA)
Existe algum possibilidade de um curso como esse ganhar o formato virtual?

Marcos Satoru Kawanami disse...

o amor,
como a flor,
como o odor,
como a dor,
como tudo que supor,
como o que for,
desde que não tenha caralho...

=D
Marcos

Ramiro Conceição disse...

POEMA QUÂNTICO
by Ramiro Conceição


Ser - um assassino,
uma besta quadrada,
um demônio,
um anjo alado,
um imbecil, um gênio,
um macaco, milhões de átomos,
um ser, um planeta, uma galáxia,
uma poesia, uma prosa,
aquela ou esta mentira,
esta ou aquela verdade:
tudo - é probabilidade!

Anônimo disse...

Fabrício
Ah! que vontade de morar mais perto e poder participar viceralmente destes encontros.
Mas resta este blog maravilhoso . Adoro tudo o que vc escreve. Eliete

Danielle Freire disse...

Vem pra Recife!

Rita Cupertino disse...

a letra poderia ser um pouco maior? Ou só eu tenho esse problema? #dica

Lilian disse...

Ai que inveja de quem poderá ir!!! Porém encaminho desde já meus votos de sucesso e bom proveito do curso, e quem voltem aqui pr anos contar, pois é umt ema intrigante, já que cai em cliches, e muitas vezes confusões ( amor e carencia, odio e amor, etc...)

TÂNIA CAVALHEIRO disse...

UHUUUUUUUUUUUU......Moro em Porto Alegre!
Nunca fiquei tão feliz de estar morando aqui!

Tô nessa...quero e vou fazer!

Iabadabadúúúúúúú.......

ABRAÇÃO!

você com champagne disse...

queria tanto! vem pro rio!

Natalia disse...

Ahh Fabrício.....não teria como, quem não mora em Porto Alegre, assistir pela internet??
Queria taanto..... seria muito bom pra mim....

Anônimo disse...

Caramba. Esse Ramiro conceição me dá vontade de tomar veneno... Cara, vai logo fazer esse curso com o Fabrício, porque tudo, simplesmente TUDO o que você escreve é lugar comum. Fabrício, faz um desconto pra esse cara, ou então eu mesmo pago o curso pra ele. Vai Ramiro, dá aí o número da sua conta.

Ramiro Conceição disse...

Já dei pra anônima-pública da sua mãe!
Ela adorou a enrabada quântica...

Augusto Faria disse...

http://petetecando.blogspot.com/ - do amor

Wander Shirukaya disse...

Nestas horas é que lamento morar tão longe.
Realmente, o amor é uma faca de dois gumes, pois a chance de cair na pieguice é muito grande, dada a superrexposição do tema. Acredito também ser verdade que o humor ajuda a evitar este efeito indesejado em nossas narrativas. A tragédia, a sensáção de fruwstração causada pelo amor também ajuda, se bem trabalhada (o trágico é belo, bem dizia Aristóteles).

Grande abraço! ^^

Thainá Rosa disse...

Ei,você bem que podia fazer um curso desse aqui no Rio de Janeiro,heim! Por favooor *-*

Wagner Bezerra Pontes disse...

Bem que poderias vir ao Recife... =/